Versos de autoria da Profª Maria Zeli Gaier Krauze em Homenagem ao esposo ALCIDES KRAUZE DIAS

 

EMANCIPAÇÃO DE QUEVEDOS

 

Sobre a Emancipação de Quevedos

Em versos quero contar

Foi em Santa Terezinha

Que Alcides pode a semente lançar

 

Devido a distância da Sede

E a falta de atendimento

Não tinha estrada, faltava tudo

Alcides resolveu criar um movimento

 

De tantas idas e vindas

Até a Prefeitura falar com o Prefeito

Alcides teve um bom pensamento

E que alguma coisa poderia ser feito

 

Foi a São Pedro do Sul

Junto ao Sindicato Rural

Onde surgiu a ideia de o povo se reunir

Para algumas atitudes tomar

 

Seu Vilson Ebling e o sr. Everton Vieira

Mandaram marcar uma reunião

Com as comunidades interessadas

Pra tratar sobre uma possível anexação

O povo de Santa Terezinha, Dias, Ventura e parte do Goiabal

Com ideia de anexar a São Pedro, acataram

Orientados pelo Vando (Sr Everton Vieira)

Uma comissão formaram

 

Ficando assim constituída: Presidente Alcides Krauze

E o senhor Vargon Ibo Lidtk como vice

Maria Zeli secretariando os trabalhos e os demais membros

Sr. Hermindo da Costa, João Nunes Vieira e Protásio Alves

 

Vários documentos tiveram que ser feitos

E o processo de anexação foi elaborado

Já estando com ele em mãos (nº 04871-01.00/90-0)

Na Assembleia Legislativa foi protocolado

 

Enquanto isso em Quevedos

Surgiu outra movimentação

Foi aí que outras pessoas

Resolveram lutar por uma emancipação

 

Em Santa Terezinha as 2 comissões se reuniram

Depois de muito diálogo e pensando grande então

A primeira comissão de anexação acatou

Para o bem de todos nós , realizar a emancipação

 

Os presidentes das duas comissões

Foram até a Procuradoria da Assembleia

Para acertaram de comum acordo

O que seria melhor pra todos nós quevede

Quevedos hoje é um grande município

Onde muita gente se doou

Com certeza vai continuar crescendo

São os votos de uma filha que sou.

Outras notícias